Roberto Fernandes muda rotina do CRB e diz que trabalho precisa ser mais técnico do que psicológico

Roberto Fernandes, técnico do CRB — Foto: Denison Roma – GloboEsporte.com

O técnico Roberto Fernandes chegou e iniciou o trabalho no CRB. Na tarde desta segunda, ele conheceu as instalações do Ninho do Galo, teve uma longa conversa com os atletas e já mudou a rotina no clube.

A partir de agora, os treinos começam às 14h30, todos os jogadores serão obrigados a jantar no CT após as atividades e o trabalho desta semana passa não terá a liberação de imagens para a imprensa.

Logo após a reunião, o novo técnico concedeu entrevista coletiva e falou sobre a impressão que teve do novo clube e do grupo que vai comandar.

– Impressão muito boa das condições de trabalho do CT. O CRB não fica devendo a ninguém, e também do grupo dos jogadores. Atletas experientes, que já rodaram por grandes clubes e que têm, se a gente encontrar o direcionamento certo, de reencontrar o caminho das vitórias e tirar o CRB dessa situação incômoda do Z-4.

Sobre o primeiro jogo, contra o Coritiba, Fernandes disse que o maior desafio é trabalhar a parte técnica. A cofiança vem com organização e resultados.

– O problema do time não é só o lado psicológico. É óbvio, no olhar, a gente sente um grupo abatido, um grupo que está pressionado e não está com a confiança que é necessária para que se alcance objetivos. Mas também precisa melhorar a própria situação de campo porque não é só no psicológico que o CRB não vem vencendo. Então, a gente precisa buscar contribuir para que a equipe busque o seu melhor rendimento, busque ser mais competitiva, precisa brigar mais pela vitória, porque qualidade tem. Se o meu adversário, tecnicamente, não é melhor do que eu e está vencendo, é porque ele está com mais vontade, está se dedicando mais. Então, a gente precisa melhorar.

Fonte: Globoesporte

COMPARTILHE
Fechar Menu