CRB evolui, mas Júnior Rocha evita cravar time titular: “Isso não me preocupa”

O técnico Júnior Rocha mostrou ter encontrado a base do time titular do CRB. Cauteloso, ele ainda não afirma ter definido a melhor escalação, porém, nos três últimos jogos, mexeu apenas por desfalque. A partida contra o Atlético-GO pode ser considerada o ponto que deixou mais claro o começo da repetição da base.

Contra o Atlético-GO, ele tirou o volante Feijão e colocou o meia-atacante Willians Santana. Lucas e Tinga fizeram a marcação no meio-campo, Diego Rosa ficou como armador por dentro e Ratinho pelo lado direito. Neto Baiano foi o centroavante.

A partida contra o Vila Nova foi a primeira que o treinador passou a escalar o que tinha de melhor. Ajustes foram feitos e três que foram titulares nesse jogo viraram reserva. Na defesa, Edson Borges ganhou posição de Anderson Conceição, Willians Fernandes perdeu espaço e não jogou mais. Neto desbancou Rafael Costa.

Júnior Rocha explicou que a série de sete jogos em maio é o que pesa para fazer as mudanças na escalação. Por outro lado, ele avisou antes que não gosta do rodízio e pretende escolher sempre o que tem de melhor fisicamente.

– Questão de titularidade, hoje, eu não tenho. Tem muitas partidas seguidas e, dificilmente, vou conseguir repetir a equipe. É um sonho repetir dois, três jogos, mas é muito difícil. O calendário é terrível. Estamos tendo alterações forçadas, mas que não é ruim. Estamos conseguindo revezar e não fico preocupado com isso – explicou o treinador.

Fonte: Globoesporte

COMPARTILHE
Fechar Menu