Delegacias da capital superlotam e ficam impedidas de registrar prisões da PM

Viaturas de aglomeram na calçada da Central de Flagrantes
FOTO: HELIANA GONÇALVES/TV GAZETA

Várias delegacias de Maceió estão com a capacidade máxima de presos nesta terça-feira (13). A reportagem da TV Gazeta esteve na Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, onde constatou que as celas abrigam 24 presos, além da grande movimentação de viaturas com suspeitos desde a madrugada.

Segundo informações repassadas pela polícia, na Central, as celas estão superlotadas e não há como receber mais presos. Guarnições militares se aglomeram na calçada da delegacia e não podem entrar com os suspeitos para os devidos procedimentos de autuação, porque os agentes cumprem uma determinação judicial de não receber além da capacidade.

Uma guarnição do 4º Batalhão, por exemplo, esperava desde as 3h, quando prendeu suspeitos de tráfico de drogas no bairro do Clima Bom. Os detidos aguardavam dentro da viatura policial.

A reportagem foi informada, no entanto, que há uma previsão de que alguns presos sejam transferidos após as 8h, para a Casa de Custódia, de onde partem para o sistema prisional. Os dias de transferência são às terças e quintas-feiras.

E a superlotação de presos não é registrada somente na Central I, mas, também, na sede da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), na Santa Amélia, que suporta, apenas, cinco presos, bem como o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Mangabeiras, que comporta 12, e o 8º Distrito Policial (DP), no Benedito Bentes, com 10 pessoas no máximo.

 

Fonte: Gazetaweb

COMPARTILHE
Fechar Menu