CRB vence o CSE de virada e sobe para a vice-liderança do Campeonato Alagoano

Thiago Davino – Minuto Esportes

Tarde de domingo (25) ensolarada no Estádio Rei Pelé em Maceió, gramado em ótimas condições, tudo apontava para um grande jogo. Mas CRB e CSE fizeram um jogo lento, sem muitas opções de gol. Melhor para o CRB que saiu atrás do marcador, mas conseguiu a vitória de virada por 2 a 1.

A vitória mantém o CRB na vice liderança do Campeonato Alagoano, com 13 pontos ganhos. O CRB volta à campo no próximo domingo, quando terá pela frente o maior rival, o CSA no primeiro “Clássico das Multidões” da temporada.

O CSE por sua vez, tem 6 pontos, ocupa a 7ª colocação e está ameaçado de rebaixamento. O próximo jogo do “Tricolorido” será em Palmeira dos Índios no domingo diante do Murici no Estádio Juca Sampaio.

O JOGO

A primeira etapa era lenta, preguiçosa. O CRB tinha maior volume de jogo, fazia tudo certo, mas pecava no último passe e na finalização, o que mostrava certo preciosismo do time regatiano.

O CSE por sua vez, era inferior tecnicamente, mas mostrava um time obediente taticamente e aos poucos passou a crescer no jogo e buscar o gol. O time palmeirense foi recompensado aos 41 minutos. Bola na área do CRB, a defesa não cortou e a bola sobrou para Herick, que bateu forte e fez um bonito gol.

A festa do time visitante porém, não demorou muito. Falta para o CRB na entrada da área, Edson Ratinho bateu com muita categoria e balançou as redes, aos 44 minutos, trazendo alívio para a torcida alvirrubra.

Minutos depois o “Galo” conseguiu a virada. Falha da defesa do CSE e a bola ficou com Neto Baiano, que acabou derrubado dentro da área por Diogo. O árbitro assinalou a penalidade e expulsou o defensor do “tricolorido”. Depois de muita reclamação, Neto Baiano foi para a cobrança e virou o placar para o CRB.

No segundo tempo, o CRB seguiu com seu “ritmo de treino”, uma vez que parecia administrar a partida e não atacava para decidir o jogo, mas também não ficava exposto aos ataques da equipe rival.

As substituições diminuíram ainda mais o ritmo do jogo, que seguiu com o placar de 2 a 1 para o CRB diante do CSE até o final.

 

Fonte: Cadaminuto

COMPARTILHE
Fechar Menu