Gaúcho, Juliano fala sobre adaptação ao CRB e diz ser um volante moderno

O volante Juliano se apresentou ao CRB no dia 2 de janeiro, iniciou a pré-temporada e agora luta por posição na equipe titular. Não quis falar muito se é primeiro ou segundo volante, preferiu dizer que é um jogador moderno, que gosta de conduzir a bola e fazer o passe. Gaúcho, de Pelotas, ele estava no Figueirense e também falou na coletiva sobre adaptação ao clima quente de Alagoas.

O Galo estreia em 2018 no próximo dia 16, contra o Cordino ou Treze, que disputam o pré-Nordestão, e a comissão técnica intensifica o trabalho físico e técnico. Juliano diz estar otimista para o início da temporada, mas reclamou também do calendário apertado.

– Ficou enxuta a pré-temporada por conta da Copa do Mundo, né? Então, antecipou o calendário e não tem muito descanso. Geralmente já não tinha e agora ficou bem mais curto. Então, a gente tem que descansar muito. A gente vai ficar aqui no CT do clube todo dia, nos dois turnos, e está tentando aproveitar o máximo, fazendo tudo certinho para que a gente chegue no jogo pelo menos com uma base boa e depois consiga ganhar ritmo.

O canhoto Juliano defendeu o Fortaleza em 2016, foi capitão da equipe e ganhou projeção no futebol nordestino. No ano passado, jogou pelo Figueirense e disputou partidas até como lateral-esquerdo. Não foi tão bem e agora busca recuperar espaço em Alagoas. Jogador experiente, de 27 anos, ele começou na base do Inter e também passou pelo Goiás.

Treino

O volante comentou na coletiva o trabalho no Ninho do Galo. Faz uma semana nesta terça que os jogadores inciaram a pré-temporada.

– É muito quente mesmo (clima), mas eu também já joguei em Goiânia, já peguei um ar seco e sei como é que funciona esse calor. Então, é coisa de adaptação mesmo, do corpo, do organismo. A gente vai pegando com o decorrer das semanas.

Juliano disse ainda que há um atalho para ganhar entrosamento.

– A gente se unir, né? A gente vai ter que ter muita conversa e força de vontade para suprir essa falta de jogos e o tempo curto de preparação. Então, a gente tem que estar bem – comentou o volante, que também falou sobre o novo clube.

– Já dei uma rodada aí nesse Brasil e tô muito feliz de estar aqui no CRB. Conversei com algumas pessoas antes de vir pra cá e me falaram muito bem. É uma torcida apaixonada, um clube de tradição e tô feliz , com o intuito de ajudar esse clube a crescer cada vez mais.

Fonte: Globoesporte

COMPARTILHE
Fechar Menu