Lobão mostra segurança, e Edinho deixa boa impressão na estreia pelo CSA

Lobão mandou para o gol de cabeça, mas estava impedido (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

O empate sem gols do CSA contra o Cuiabá foi a oportunidade para dois jogadores azulinos entrarem no time de Ney da Matta e apresentarem o cartão de visitas aos mais de 11 mil torcedores que estiveram presentes no Rei Pelé.

Regularizados durante a semana, o zagueiro Rodrigo Lobão e o meia-atacante Edinho puderam vestir a camisa azul e branco pela primeira vez diante da massa azulina, que compareceu em bom número ao estádio. Ex-atleta do Linense e com passe vinculado ao Santos, Lobão entrou na vaga deixada por Thalles, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com segurança e seriedade, atuou pelo lado direito da defesa azulina e não deixou espaços para o ataque adversário trabalhar.

O camisa 3 do CSA foi protagonista de dois lances decisivos da partida, ambos na segunda etapa. Aos sete minutos, aproveitou cruzamento e, de cabeça, mandou para o fundo da rede do goleiro Douglas Dias. Porém, foi pego em posição de impedimento e o gol foi anulado. Já aos 18′, após cobrança de escanteio, Dawhan tocou de cabeça e Lobão, na vontade de fazer o gol, acabou desviando a bola que tinha endereço certo. O ímpeto pra balançar a rede cuiabana terminou atrapalhando. No final da partida, aos 42 minutos, parou um contra-ataque do Dourado e recebeu o cartão amarelo. Enfim, substituiu bem o titular, fez uma boa estreia e mostrou que é uma peça importante para o treinador utilizar durante a competição nacional.

A outra estreia ficou por conta de Edinho. Ex-Guarani, o meia-atacante entrou em campo no finalzinho da primeira etapa, na vaga deixada por Gustavinho, que saiu sentindo um incômodo muscular. Coincidentemente, no último treino coletivo, na sexta-feira, o técnico Ney da Matta promoveu essa alteração [Edinho no lugar de Gustavinho]. Com a entrada dele, o treinador inverteu o posicionamento do Didira. Até então atuando pelo lado direito, ele foi para o lado esquerdo do meio-campo, enquanto o estreante ficou pela direita.

Mostrou ser um jogador de muita velocidade, fazendo quase o papel de ponta. Com a bola nos pés, partiu pra cima dos adversários e tentou chegar por várias vezes à linha de fundo. Em alguns momentos, se excedeu na vontade e acabou colocando muita velocidade na bola. Também contribuiu muito no quesito marcação, dando pressão na saída de jogo do Cuiabá e arrancando aplausos da torcida azulina pela força de vontade. Aparentemente, tem qualidade e será uma boa opção para entrar, principalmente no segundo tempo, explorando a velocidade diante dos adversários desgastados.

Fonte: Globoeswporte

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA