Mazola Júnior comemora ponto fora de casa, mas admite: ‘Jogo muito fraco’

O CRB tem aproveitado bem as oportunidades fora de casa durante a Segunda Divisão do Brasileiro. Neste sábado, contra o Criciúma, assegurou um ponto importante no empate por 1 a 1, com gol de Diego Jussani já aos 42 minutos do segundo tempo. Para continuar almejando o acesso para a Série A, o Galo sabe que o resultado foi de bom tamanho, mas o jogo foi sonolento, com poucos lances de perigo para as duas equipes. A situação, de certo modo, irritou o técnico Mazola Júnior.

– Em termos de resultado, sim [foi bom]. Em termos de jogo jogado, não. Voltamos a ter uma falha absurda, infantil, no gol do Criciúma, mas penso que o Criciúma só criou isso, e teve mais um chute no final. Não criamos, não jogamos bem. Poderíamos ter aproveitado melhor, principalmente no primeiro tempo, que tivemos duas ou três chances. Mas penso que pra nós, como visitantes, acabou sendo justo. Foi um jogo tecnicamente muito fraco – opinou Mazola.

Além do mau desempenho, o time perdeu a chance de colar no Vasco e ficar na vice-liderança. Com a partida deste sábado, o Galo chega a 38 pontos, um a mais que o Ceará, e fica em quarto. O Vozão joga neste domingo com o Avaí, em Fortaleza, e um empate ou uma derrota são satisfatórios para os planos do CRB. Uma vitória coloca os cearenses na frente e tira os alagoanos do G-4.

Mas o CRB tem tudo para “se redimir” da apresentação e subir na tabela, caso os adversários vacilem. Na sequência da Segundona, a equipe faz dois jogos em casa, contra times de meio de tabela. Primeiro, no próximo sábado, recebe o Vila Nova, 11º colocado, às 21h. Depois, joga com o atual 14ª lugar, o Avaí, na terça-feira, às 19h15. Mazola admite que a chance é boa para somar seis pontos, mas pisa no freio e diz que o time precisa analisar cada adversário isoladamente, independentemente de jogar como mandante.

– Estamos pensando jogo a jogo desde o começo do campeonato. O Vila Nova joga muito bem fora de casa. Talvez até melhor fora do que em casa. Eles têm um ataque muito rápido e a defesa sem espaço, se porta muito bem. Mas penso que a oportunidade nos vai ser dada. Dois jogos em Maceió, casa cheia – encerrou.

 

Fonte: Globoesporte

Fechar Menu